Quem somos!

Somos os meninos e meninas, de uma sala de Jardim de Infância no Agrupamento Poeta Joaquim Serra, no Montijo, Setúbal...
Este ano na EB1/JI do Alto de Estanqueiro!

Se nos quiserem contactar podem enviar um email para:

jisala3@gmail.com

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Integração de Crianças com Necessidades Educativas Especiais

Os benefícios para uma integração na escola regular de crianças com Necessidades Educativas Especiais (NEE) são vários, tanto para com as diferentes crianças como até para com os adultos. Do ponto de vista da criança com NEE o facto de estar integrada num ambiente de grupo em que haja outras crianças na sala da sua idade e adultos atentos e sensíveis permite-lhe oportunidades de interacção múltiplas que num ambiente segregado não tem; no fundo é estar incluída na “vida real”, indo aos poucos adaptando-se também às regras, rotinas, etc. Em relação às outras crianças também recolhem os seus benefícios, nomeadamente em termos de valores como a solidariedade, a compreensão do outro e a aceitação da diferença.

A Integração de uma criança com Síndrome do Espectro de Autismo torna-se difícil, complicada mas é sempre um desafio tanto para as crianças do grupo como para os adultos que aí trabalham.
No meu grupo temos um amiguinho autista que nos dá muitas alegrias mas por vezes muitas preocupações. As crianças já o adoptaram como alguém especial que necessita de cuidados e atenção especial. São muito carinhosos com ele, preocupados com o que ele pode estar ou não a fazer. Brincam com ele no recreio e levam-no a explorar situações novas. Brincam com ele nas áreas de trabalho da sala ajudando-o a crescer.

Mas por vezes também sentem que ele não os deixa ouvir uma história com atenção, sentem que às vezes ele está mais excitado e inquieto não querendo estar um pouco mais sossegado e colaborante nas actividades.

Ele adora vir à escola, a mãe fica contente e vai embora confiante que o seu menino está e fica bem.

É tratado com carinho e respeito, sendo diferente queremos que se torne o mais igual possível.

Mostramos aqui algumas situações de interacção e aprendizagem...

Estou a moldar plasticina...
Uma pintura... não misturo tintas nem pincéis e adoro pintar...
Na festa do Magusto também fui buscar castanhas à fogueira...
Adoro brincar com areia, água e tintas... tudo o que me traga sensações novas...
O trabalho em pequeno grupo é muito importante e ajuda a crescer...

2 comentários:

  1. O David no seu pensamento inocente diz que o Marcio é bébé e por isso há coisas que não consegue fazer sózinho.
    O David gosta muito do Marcio e várias vezes comenta coisas passadas na sala, e é claro que a aceitação por parte das crianças deve-se ao modo como a Cristina e colaboradoras lidam com a situaçao.
    Um beijinho diferente.

    ResponderEliminar
  2. tambem concordo com a ana paula,a boa aceitaçao do marcio depende das professoras da sala,mas penso que tanto para o marcio como para os outros meninos lidarem em conjunto so traz beneficios para todos,afinal somos mesmo todos diferentes mas ao mesmo tempo todos iguais!
    a fabia tambem fala do marcio diz o menino especial,sem fazer muita pressao tento sempre lhe dixer que ele e um menino como os outros,apesar das reaçoes dele,ele quer brincar e aprender como todos.
    para a mae dele deve ser muito bom saber que o marcio e aceite como um menino normal que é.
    um beijinho

    ResponderEliminar